quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Poll do deserto - as bandas que marcaram a geração: os resultados

Uma semana após a abertura do inquérito, impõe-se fazer um levantamento dos votos e tirar as ilações da votação na primeira poll do deserto. Foram sete dias de votação em que 29 estimados leitores contribuíram para dissipar as dúvidas sobre uma questão que nasceu de uma troca de opiniões neste post.
Como se pode conferir no gráfico que publicamos em baixo, as três primeiras bandas ficaram separadas entre si por apenas um voto. Metallica, com 17 votos, provou ser a preferida dos cibernautas do rato. A banda está bem e recomenda-se. Vamos poder vê-la novamente ao vivo no Rock in Rio, no dia 5 de Junho, e, a julgar pela votação, alguns dos meus estimados leitores vão marcar presença (eu vou certamente).
Os Guns n’ Roses arrebataram o segundo lugar do podium, apenas a um voto dos Metallica. A banda californiana de Axl Rose e Slash deixou saudades e álbuns como Lies, Appetite for Destruction e Use Your Illusion convenceram muitos fãs, que viram com pena o desmembramento do grupo devido a divergências internas.
Pearl Jam e Nirvana são dignos representantes do grunge – um estilo que apareceu aquando da adolescência de quem nasceu no final dos anos 70 e início dos 80. Aclamado como um dos melhores álbuns de sempre, Ten foi o que se pode chamar uma entrada em grande no mundo da música para os Pearl Jam, uma banda que ainda hoje dá cartas ao mais alto nível no panorama musical. Nirvana, com 13 votos, viveram enquanto Kurt Kobain lhes deu música, até ao seu triste suicídio em Abril de 1994.
Dignos de registo os valorosos 7 votos do representante nacional no ranking, Xutos & Pontapés – “os pais do rock português – e os 6 votos de “Outras bandas”. Neste segmento poderemos incluir nomes como U2 (que tão vergonhosamente o autor se esqueceu de discriminar na listagem) e The Smashing Pumpkins, que, a julgar pela acesa discussão no post da poll, teria votos de alguns dos nossos estimados visitantes.


terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

"...só não cai o governo..."

Estava eu no taxi, a voltar para a redacção depois de uma conferência de imprensa, quando vejo um edifício em Lisboa a caír de podre. «Que pena», digo eu, «um edifício tão bonito e aqui a caír sem ninguém o querer recuperar».
Diz o taxista: «Neste país está tudo a caír... só não cai a porcaria do governo». Esclarecedor. As minhas trocas de ideias com taxistas já davam para escrever um livro.

Aproveito para relembrar que a poll sobre a Música da nossa Geração fecha amanhã, pelo que ainda se admitem uns últimos votos.

sábado, 23 de fevereiro de 2008

Toledo, Espanha

Bom, na verdade, não estive em Toledo, mas na antiga Toledo, junto a Madrid. É uma cidade lindíssima, com uma mistura cultural invejável, que conta com arquitectura judaica, cristã e árabe num equilíbrio perfeito.A cidade é património da humanidade, pelo que quaisquer alterações às casas são sempre bem estudadas antes de ser aprovadas. Vale bem a visita, e demorada.
A viagem foi com uma empresa dot.com que, entretanto, foi à viola, pelo que nem vale a pena mencionar. De qualquer forma, houve, como já perceberam, tempo livre para uma visita e para trocar impressões com jornalistas do sul da América - uma oportunidade que, ao contrário do que seria de esperar, não surge amiúde. A esse respeito, vim a perceber quando já estava em Lisboa, que o Argentino que tão gentil se mostrou na nossa estada em Toledo era, na verdade, gay - após uma troca de emails 15 dias depois. A vida tem destas coisas. Em abono da verdade vos digo que, porém, esse facto não colocou qualquer entrave à continuidade de troca de emails, como é óbvio.

Detalhes da viagem
Tempo de viagem - 4 (voo para Madrid)
Comida - 3
Estadia - 5
Clima - 3 (muito calor...)
Interacção com nativos - 4
Geral - 3,8

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Polls do deserto: a música da nossa geração

Dando continuidade à discussão criada neste post, resolvi encetar no rato uma ideia que vi no blogue do meu amigo Davi, e que muito me agrada. Periodicamente, os meus amigos poderão aqui encontrar inquéritos deste estilo, que espero que utilizem para fazer valer a vossa opinião. Nesta primeira poll, procuramos saber quem, para vós, mais marcou a nossa geração musicalmente.
Uma breve nota: é possível votar em mais de uma opção. Vamos a isto?

Que bandas marcaram a nossa geração?
Nirvana
Pearl Jam
Metallica
Queen
Toy Dolls
Xutos & Pontapés
The Cult
Guns n' Roses
Slayer
Avô Cantigas
Outras
pollcode.com free polls

domingo, 17 de fevereiro de 2008

30 seconds to Mars em Lisboa



O vídeo não é meu, mas eu estava lá. O concerto de 30 Seconds to Mars foi uma agradável surpresa. Na verdade, foi um bom concerto e o Coliseu de Lisboa provou ser pequeno para tanta gente. É um facto que estava cheio de chavalada (tinhas razão, JD), mas também, para sermos francos, não seria de esperar outra coisa. Também é verdade que a banda e o concerto vive à custa do Jared Leto, mas, mesmo assim, o concerto foi muito bom. Tocaram tudo e mais alguma coisa e mostraram-se verdadeiramente impressionados com o público português (tb tenho a ideia de que sabemos receber bem). Lembro que foi o último concerto da tour e a primeira vez que estiveram em terras lusas.
Foi bom ver Jared e a sua pandilha de lá de cima (da galeria), e não no meio da confusão, com miúdas histéricas e rapazinhos a fazerem amostras de pits no piso térreo. Os 30 Seconds prometeram voltar e o meu conselho para quem optou para não ir ver desta vez é: vão lá. Mesmo que não seja a banda de eleição (como é o meu caso), dão um bom espectáculo.

(para mais vídeos do concerto de Lisboa, esperem que o vídeo acabe e naveguem na barra do youtube)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Amsterdam, Holland

My friends may find it awkward that this post is in English. There is a perfectly good explanation, to be honest. I made a promise to my good Slovenian friend Peter Sepetavc that i would do it, so that he could understand and comment this post.
You see, it was on this trip with Chaintech that I met Peter (first on the left), with whom I’ve met several times after in different IT-related events all over the world (Cyprus, San Francisco, Hannover – that I can remember - and here in Lisbon, when he came on holidays, a couple of years ago). In Amsterdam, we found it amusing to have a contest over dinner to see who could drink the most (we were young and restless at the time ;-) ) – the Slovenian/Serbian/Croatian coalition won the competition, but then again there were four or five of them against two very-honored and hard-working-drinking Portuguese journalists. We were not drunk (the Portuguese), but we stopped drinking right on the borderline into drunkenness.
That trip wasn’t all that great, but I got to know a good friend with whom I’ve kept in touch trough out the years, even though he is a SL Benfica fan (because of Zahovic).

Trip details
Travelling time - 4
Food - 2
Stay - 2
Weather - 2
Relation with locals – 2
Overall score - 2,4

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Os homens não se medem aos palmos

video
O prometido é devido. Este é o primeiro de alguns filmes dos salesianos.
Neste pequeno excerto de um jogo de basquetebol podem ver-me a marcar os dois pontos mais fáceis de toda a minha "carreira". Alguns segundos depois, e depois de tentar, com o meu físico impressionante, intimidar um adversário (que consegue ser ainda mais pequeno que eu), quase que consigo arrancar o braço a outro jogador vestido de azul. Não me dando por satisfeito, contesto a decisão do árbitro, que marca a devida falta. O ano é 1992 e já não me lembro do nome da equipa contra quem estávamos a jogar. Mas sei que foi arrasada. Quase como o braço do meu adversário. Bons tempos.

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Milão, Itália

Milão é uma decepção enorme, para quem gosta de Itália, como é o meu caso. Depois de ver Roma, é um downgrade absoluto. A cidade não é bonita (à excepção da Catedral) e vive totalmente orientada para esse mundo fabuloso que eu tantas vezes faço questão de denegrir: a moda. O mundo da fashion industry é realmente (mesmo na sua vertente mais light) totalmente desinteressante e dispensável. Enfim. Qual é o interesse de ver montras cheias de peles de animais e de vestidos caríssimos que a "elite das elites" veste para se sentir mais "elitista". Triste, mas verdade.
A Epson levou-nos para vermos novos equipamentos multifunções e ficámos lá três dias. Gostei mais da companhia que da estadia, mas vale pela experiência. Como podem ver pela foto, já foi há algum tempo - ainda me serviam as camisas. Por motivos de privacidade, apaguei a cara do meu colega. Na verdade, ele tem olhos, nariz e boca. Pelo menos, na altura, tinha.

Detalhes da viagem
Tempo de viagem - 5 (directo de Lisboa)
Comida - 4 (comida italiana...)
Estadia - 2
Clima - 2 (muito cinzento e chuva)
Interacção com nativos - 1 ("ah, e tal, e porque eu sou bué-da-bué chique e visto merdas bué-da-bué caras." ai sim? yupi-doo...)
Geral - 2,8

PS - estou a preparar um ranking das viagens, para uma avaliação mais global

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Um post que não queria escrever...

... mas a que a consciência me obriga e que a história da minha vida impõe. Deixou-nos hoje Isaura Silva, a Zica - minha ama durante 17 anos e minha amiga durante 30. As saudades que deixa serão somente comparáveis à forma jovial como encarava a vida. Amiga dos seus amigos, desinteressada de bens materiais e sempre mais perto dos jovens que das pessoas da sua idade, a Zica marcou seguramente a vida de quem com ela conviveu. Ficam as nossas vidas mais tristes e Campo-de-Ourique sem a Zica, que, vestida de preto, calcorreava as calçadas ao ritmo do seu coração.
Na falta de mais palavras, um último beijo para que a acompanhe até que possamos estar juntos de novo.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Londres, Inglaterra

Esta é uma das viagens mais antigas de que tenho fotografias. O principal destaque da viagem que a HP organizou a Londres não é, porém, o seu conteúdo editorial, nem mesmo a visita à cidade em si (qual visita?), mas sim a data da mesma - 11 de Setembro de 2001. Sim, é mesmo isso que está a pensar. A situação foi caótica. Estavam centenas de jornalistas e responsáveis do fabricante no auditório, quando oiço os jornalistas franceses dizerem que tinha havido um acidente, e que "um avião tinha chocado contra uma das torres do WTC". Pouco tempo depois, um dos anfitriões parou a apresentação e explicou que tinha havido um segundo embate, contra outra torre. Depois de abandonada a sala, juntou-se toda a gente no bar do centro de congressos (onde só havia lugar para algumas dezenas de pessoas) para assistir ao cenário dantesco de que todos nós nos recordamos certamente.
Claro que tentar regressar a Portugal foi uma aventura, uma vez que o aeroporto de Londres foi fechado e a segurança altamente reforçada. Aliás, havia polícia especial no aeroporto de Lisboa - algo que, até então, nunca tinha visto.
É difícil avaliar uma viagem com estas características, mas a experiência foi realmente enriquecedora - o motivo foi infeliz, claro está.

Detalhes da viagem
Tempo de viagem - 5 (directo. o voo de volta não terá classificação, por motivos óbvios)
Comida - 2
Estadia - 5 (hotel fabuloso)
Clima - 4 (para Londres, nada mal)
Interacção com nativos - 3
Geral - 3,8

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Continuando na onda da saudade...

video
É parte de um vídeo gravado pelo meu pai em
Setembro de 1978. O local é a casa da minha
avó Lena, em Freixo de Espada-à-Cinta.